PACIÊNCIA
Convidado / Gestalt Terapia / Reflexões

PACIÊNCIA

Não acredito que paciência seja sinônimo de conformação, a paciência hoje, para mim, tem mais a ver com sabedoria, calma, respiração, e principalmente confiança. Sim confiança…. que o momento é apenas presente, confiança que as coisas não são estáticas, que o tempo propício vai chegar, porque agora, no presente, há de se ter paciência. Em … Continuar a ler

RESENHA: VENCATO, Anna Paula. Sapos e Princesas: prazer e segredo entre praticantes de crossdressing no Brasil.
Convidado / Resenha / Sexualidade

RESENHA: VENCATO, Anna Paula. Sapos e Princesas: prazer e segredo entre praticantes de crossdressing no Brasil.

RESENHA: VENCATO, Anna Paula. 2013. Sapos e Princesas: prazer e segredo entre praticantes de crossdressing no Brasil. São Paulo: Annablum Francisco Cleiton Vieira Silva do Rego Mestrando em Antropologia Social Universidade Federal do Rio Grande do Norte Bolsista CAPES A leitura da etnografia realizada entre crossdressers por Anna Paula Vencato promove ao leitor uma experiência … Continuar a ler

Estar sozinha não significa estar abandonada
Convidado / Gestalt Terapia / Reflexões

Estar sozinha não significa estar abandonada

Vários sentimentos envolvem a questão do “estar só”. As pessoas costumam associar o estar só, situação física sem ninguém ao lado, com solidão, situação relacionada ao sentimento de vazio.  Aqui quero falar de uma situação bastante recorrente e claro aflitiva, que é o sentimento de abandono. O abandono que atualiza situações de rejeições passadas, o … Continuar a ler

IV Simpósio do Laboratório Gestáltico UERJ: Os perigos de uma única história: por uma prática atualizadora de nossos modos de existência.
Convidado / Eventos / Gestalt Terapia

IV Simpósio do Laboratório Gestáltico UERJ: Os perigos de uma única história: por uma prática atualizadora de nossos modos de existência.

O mundo está feito de histórias. São as histórias que contamos, escutamos, multiplicamos que permitem converter o passado em presente e o distante em próximo, o que está longe em algo próximo, possível e visível” (Eduardo Galeano, 1940 – 2015). Eu e Adriana W Marreiros estivemos no evento e vamos dividir aqui o que vivenciamos por … Continuar a ler