Sem categoria

CNGT 2020_2021 MESA:DIÁLOGOS TEMÁTICOS CONTEMPORÂNEOS_Gênero e diversidade sexual: em busca do co-pertencimento como fundamento ético-político 

Com: Valeska Zanello, Latícia Carolina Nascimento e Flavia Silva

A mesa foi tão potente, tão emocionante e tão importante para mim que eu amanheci com ela na cabeça e no corpo, passei a mão no celular e descrevi o que me vinha, por esse motivo nem vou tentar escrever outra coisa, vou copiar o que escrevi no Instagram e colar aqui:

Hoje o congresso continua, mas ontem fiz minha terceira e última participação direta, terminei o dia exausta e completamente enebriada pelo que tinha acabado de acontecer.
A mesa começava às 19:30, às 19:20 recebo msg de @peaga_barros Paulo: “já estamos na sala”. Entrei…
Eu estava trêmula, segurei na primeira mão da noite, ao encontrar com o rosto conhecido de Paulo, sua voz doce, calma, suave e ao mesmo tempo animada e travessa, sorrimos juntes. Letícia Nascimento abre sua câmera e me da a segunda mão da noite, em um humor maravilhoso nos brinda com gargalhadas, enquanto Valeska Zanello estava sendo orientado pelo primeiro técnico, Murilo, a entrar na sala. Entrou.. veio a terceira mão, estávamos todes prontes e a sala estava aberta, o técnico mudou para o Daniel, que tmb era uma mão ali para nos orientar.
Aí gente, foi uma ciranda linda, eu era a última a falar e tive o privilégio de acompanhar o chat, teve aluno de curso, teve colega de trabalho, colegas do grupo de pesquisa, meu grupo de pesquisa no WhatsApp, mas foi tanta mão que eu me senti Shivão, não soltei ninguém e ninguém me soltou… Chegou minha hora e daí foi a coisa mais linda do mundo, porque foi nessa hora que a msg mais maravilhosa, da mulher que me formou Gestalt-terapeuta ficou ali, paradinha no chat, parecia que ela tinha ficado ali, como num “rito de passá” (clipe que abriu os trabalhos do congresso) e estava segurando mais forte a minha mão, eu não pude deixar de abrir a minha fala sem falar do meu amor por @teresinhamellodasilveira depois disso não vi mais nada, falei meu texto emocionada, ia de rabo de olho vendo minhas companheiras de mesa acenando com a cabeça, Paulo se emocionando, os comentários subindo no chat, mas me mantive focada no meu texto, tentando não perder o tom da emoção que foi escrever o texto. Estou até agora colhendo o amor de ontem, são muitas as msgs que chegam de todos os lugares, e é exatamente para isso que a gente trabalha, principalmente nesses eventos, para tocar e ser tocada, ainda mais no virtual, que o toque fica a cargo da emoção. Gratidão a minha orientadora que me formou e ainda me forma uma acadêmica Gestalt-terapeuta @monica_botelho_alvim ❤️

Vou deixar aqui o PDF da fala, e está mais ou menos como eu falei mesmo, então tem alguns improvisos no texto. Também deixarei o clipe que encerrei a fala, uma canção que me toca em muitos sentidos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s