Eventos / Sexualidade / Vídeo

I Seminário Queer – Cultura e Subversões da Identidade 9 e 10 de SET/2015.

Captura de Tela 2015-10-14 às 00.17.59

Nos dias 09 e 10 de setembro ocorreu em São Paulo o I Seminário Queer que teve como eixo de discussão questões como cultura e política, gênero e sexualidade, educação e saúde, assim como, contra-hegemonias sob a perspectiva da teoria queer.

O evento que foi realizado pelo Sesc em parceria com a revista Cult e contou com a presença de vários intelectuais das mais variadas áreas tendo na figura da filosofa Judith Butler o grande destaque do evento tendo em vista a importância de seu trabalho no tema.

Os organizadores do evento não só transmitiram ao vivo o evento como também o colocaram disponível online numa demonstração de democracia e coerência com seu próprio tema que propõe a subversão, o rompimento com a norma, e ao meu ver não há nada que mais possibilite o empoderamento e a transgressão da norma como a informação e a democratização das discussões.

PROGRAMAÇÃO

DIA 9/9 (quarta)
10h – Abertura e Fala Institucional Sesc
10h30 às 12h – O QUE É O QUEER? | Palestrante: Richard Miskolsci | Mediação: Raquel Cozer
14h às 15h45 – CULTURA E POLÍTICA | Palestrantes: Carla Rodrigues, Karla Bessa e Leandro Colling | Mediação: Renan Quinalha
16h às 18h – CONFERÊNCIA MAGNA COM JUDITH BUTLER | Palestrante: Judith Butler | Mediação: Vladimir Safatle

DIA 10/9 (quinta)
10h às 12h – GÊNERO E SEXUALIDADE | Palestrantes: Berenice Bento, Marie-Helène Bourcier e Marcia Tiburi | Mediação: Marta Colabone
14h às 15h45 – EDUCAÇÃO E SAÚDE: APRENDIZADOS | Palestrantes: Guacira Lopes Louro, Jorge Leite Júnior e Pedro Paulo Gomes Pereira | Mediação: Úrsula Passos
16h às 18h – CONTRA-HEGEMONIAS – OS ESTUDOS QUEER ENTRE OS SABERES INSURGENTES | Palestrantes: Larissa Pelúcio e Richard Miskolci | Mediação: Anna Paula Vencato

Você pode conferir a programação do evento e assistir a todas as palestras clicando aqui.

 EMENTAS

CULTURA E POLÍTICA
O eixo de discussão sobre Cultura e Política pretende fomentar o debate sobre como os estudos queer modificaram a compreensão da política sexual e suas formas de expressão. Também pretende explicitar como o queer propôs uma perspectiva crítica à normalização corporal e subjetiva que se dá por meio de instituições e práticas culturais.

GÊNERO E SEXUALIDADE
O eixo de gênero e sexualidade propõe esmiuçar os dois vetores centrais de normalização social em uma perspectiva queer. Os dispositivos de gênero e sexualidade reproduzem formas convencionais de vida mantendo, e até ampliando, as formas de desigualdade envolvendo orientação sexual e “normalidade” corporal.

EDUCAÇÃO E SAÚDE: APRENDIZADOS
Este eixo de discussão focará em uma das temáticas mais presentes na produção queer: a generificação e sexualização dos sujeitos por meio das tecnologias sociais presentes na esfera da educação, da saúde e outras formas de pedagogia.

CONTRA-HEGEMONIAS – OS ESTUDOS QUEER ENTRE OS SABERES INSURGENTES
O eixo de discussão final tem como objetivo situar os estudos queer entre as vertentes críticas de pensamento que, após a década de 1960, se insurgiram contra a hegemonia disciplinar, assim como os diferentes feminismos e os estudos pós-coloniais e decoloniais. O objetivo é trazer elementos para compreender o pensamento queer como um saber insurgente e contra-hegemônico a desenvolver ferramentas conceituais e políticas para a transformação social na esfera do desejo, do gênero e da sexualidade.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s