Reflexões

Dores e crescimento…

Já nos alertava Chico Buarque:

“Tem dias que a gente se sente
Como quem partiu ou morreu
A gente estancou de repente
Ou foi o mundo então que cresceu
A gente quer ter voz ativa
No nosso destino mandar
Mas eis que chega a roda-viva
E carrega o destino pra lá…”

As vezes sentimos que não temos mais controle sobre nossa vida, tudo acontece tão rápido, a vida chega e nos arrebata com tantas exigências que ficamos sem fôlego e simplesmente nos entregamos ao movimento frenético de viver… Em um primeiro momento deixar a “roda viva” nos girar pode ser o melhor a se fazer, mas logo teremos que pegar as rédeas e gritar do mais profundo de nosso eu que quem está no controle somos nós!

Assumir o controle da vida e encarar as mudanças que o tempo traz pode parecer assustador, e SIM, isso dói, mas temos algumas maneiras de encarar a dor e dependendo de como cuidaremos dela ficamos no mesmo lugar ou crescemos e nos preparamos mais e mais para as próximas voltas da “roda viva”, pode ter certeza, ela voltará… E você pode continuar girando com ela ou estar cada vez mais forte para controlar sua ciranda. 

Captura de Tela 2015-05-06 às 20.27.23

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s