Congressos / Eventos / Gestalt Terapia

20. NOV. 2015 – V Congresso Gestalt-Terapia do estado do Rio de Janeiro

imagem2

Demorou um pouco, mas antes tarde do que nunca…

Estamos as beiras do Congresso Internacional de Gestalt-Terapia que acontecerá no Rio de Janeiro em maio e antes desse evento venho aqui compartilhar o que vivi no Estadual que aconteceu em novembro de 2014. Esse resumo será apenas das atividades que participei, para quem quiser ter uma ideia geral do que aconteceu no evento tem um link no fim do post com a programação completa.

A palestra de abertura foi com Maria Alice Queiroz de Brito, Myriam Bove Fernandes e Maria Cristina Frascaroli, seguidas de José Amâncio dos Santos Neto que nos guiou em uma vivência.

Maria Alice Q. de Brito trouxe um olhar sobre o filme “Alma Imoral”, destacou o olhar dirigido para “o que não se vê”, Myriam B. Fernades chamou atenção para os encontros possíveis dentro de Tramas e Dramas, Frascaroli segue falando sobre a criança, que ainda não foi atravessada completamente pela razão e “PULSA” suas escolhas, partindo da intuição, seus sentidos.

“Sonho da transcendência de liberdade”

“Não podemos dicotomizar o mundo, aquilo que pensamos não é a verdade. Entrar no mundo com nossa humanidade e não com um decreto, o decreto da razão..”

“Poder ser o que você estiver sendo traz paz.”

Frascaroli, Maria Cristina 20 de novembro, 2014.

Na mesa redonda (MR 1) com Mônica Botelho Alvim, Luciana Soares e Cláudia Baptista Távora, o tema era “Vínculo e relação na clínica pensada como situação contemporânea.”

Mônica Botelho Alvim deu abertura a mesa dando destaque em sua fala para o corpo, o tempo e o outro.

“Fronteira é campo de presença, onde eu e o outro nos encontramos.”

Alvim, Mônica B., 2014.

Diz ainda que a identidade e a diferença fazem o fluxo criador, e diante as novas formas de comunicação que vemos crescer dia-a-dia um alerta se faz importante, o quanto que o encontro imediato, instantâneo, que é possibilitado pela velocidade dos aplicativos pode ser um impedimento para o encontro real, podendo nos levar a uma objetificação do outro. Destaca ainda o momento sem referências estáveis, o borbulhar de angústias e inseguranças, a germinação do medo pela perda do contato real, a produção de mim mesmo diante das expectativas de perfeição. Todo esse panorama promovendo uma dificuldade de entrega ao outro (e porque não dizer, a si mesmo).

Cláudia Távora traz em sua fala os perigos do excesso, cita uma pesquisa realizada pela Universidade de Chicago que afirma em seus dados que atualmente redes sociais como o Facebook e twitter são atualmente mais tentadores que sexo e cigarros. Retrata o celular como uma extensão corporal contemporânea. E interroga:

“As novas tecnologias vieram para ficar, como interagir com elas de maneira funcional?”

Távora, C., 2014.

Luciana Soares, diante ao tema nos “provoca” de maneira doce e romântica com a leitura de uma carta e toca a todos com um ar de saudosismo.

“Aprendendo a criar com!”

Soares. L., 2014

A MR2 teve o tema Reflexões acerca do Paradigma da medicalização: diferentes olhares, com Guilherme de Carvalho, Haroldo Machado e Luciana Aguiar.

Os três palestrantes destacaram em suas falas os excessos que estamos lidando atualmente na clínica, os diagnósticos massificantes e rotuladores que hoje adultos e crianças se vêem “presos” e excessivamente medicados. Com destaque para a frase provocativa do Psiquiatra Haroldo Machado: “Precisamos hoje, salvar o normal!” Destaca que a indústria farmacêutica atualmente vende mais que medicamentos, vende doenças a serem medicadas.

Luciana Aguiar sinaliza o engessamento da escola, o quanto as famílias mudaram e continuam em processo de mudança, porém a escola não mudou, e ainda denuncia o abandono da escola de seu papel formador. Denuncia também a inserção da criança num mercado de consumo cruel, em que o diagnóstico rotula a criança e desabona a escola, os pais e o meio de suas responsabilidades perante crianças super estimuladas.

“Aquilo que foge a norma é doença e doença precisa de cura.”

Aguiar, L., 2014.

Confira toda programação clicando aqui.

Anúncios

One thought on “20. NOV. 2015 – V Congresso Gestalt-Terapia do estado do Rio de Janeiro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s